Divulgada nova data para inscrições no concurso da Susipe

As inscrições para o concurso da Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe) que começariam nesta sexta-feira, 29, foram adiadas e iniciarão no dia 05 de janeiro de 2018 para os cargos de nível médio e superior. As inscrições precisaram ser adiadas por conta do feriado bancário do dia 29 de dezembro. 

De 05 de janeiro até 05 de fevereiro as inscrições poderão ser feitas no site www.aocp.com.br, com taxas no valor de R$ 69,00 para os cargos de agente prisional e demais cargos de nível médio e R$ 70,00 para os cargos de nível superior.

Os editais dos concursos com um total de 969 sendo 500 vagas de agente prisional e cargos administrativos, sendo 202 vagas de nível superior e outras 267 vagas para nível médio dão continuidade à política de renovação do quadro efetivo de servidores da área de segurança do Estado. 

Nível de escolaridade - A antiga lei n° 6.688/2004 exigia apenas nível médio do agente prisional, a nova lei de nº 8.322/2015 passou a exigir cursos de capacitação e qualificação, entre outras necessidades para o cargo. Publicada em dezembro de 2015 no DOE, sua elaboração foi iniciada em 2011, com a finalidade de modernizar o sistema penitenciário, já que a lei anterior não abrangia as mudanças ocorridas ao longo dos anos. O texto original, ainda na forma do Projeto de Lei nº 272/15, apresentado à Assembleia Legislativa do Estado, foi aprovado por unanimidade pelos 31 deputados estaduais. 

Com a nova lei, após a realização do concurso, todos os agentes prisionais no Pará terão porte de arma e passarão a ser responsáveis pela segurança das unidades prisionais do Estado.

O candidato que desejar seguir a carreira de agente prisional deverá ter o nível médio completo. O certame será realizado em duas fases. A primeira será composta de provas objetiva e discursiva; avaliação psicológica; exame médico; exame de aptidão física, e investigação de antecedentes criminais. A segunda fase será constituída do Curso de Formação Profissional (de caráter eliminatório e classificatório), no Instituto de Ensino e Segurança do Pará (Iesp), com carga horária mínima prevista de 300 horas. As provas objetiva e discursiva deverão ser realizadas na data provável de 11 de março de 2018. A remuneração inicial bruta para o cargo é de R$ 2.435,10.

As vagas para nível superior incluem os cargos de técnico de administração e finanças (áreas de Administração, Biblioteconomia, Estatística e Ciências Contábeis); Técnico em gestão penitenciária (áreas de Biomedicina, Enfermagem, Medicina, Medicina psiquiátrica, Odontologia, Pedagogia especialidade em Educação, Psicologia e Serviço Social); técnico em gestão de infraestrutura (áreas de Arquitetura, Engenharia Civil e Engenharia Elétrica); engenheiro de segurança do trabalho e técnico em gestão de informática. 

A remuneração inicial bruta para os cargos é de R$ 3.636,72. Já os cargos de assistente administrativo, assistente de informática, eletricista e técnico em enfermagem também exigirão dos candidatos o nível médio completo e terão remuneração inicial de R$ 1.599,20.

Quem concorrer a uma vaga de nível superior ou de nível médio fará o certame em duas fases, sendo composta das provas objetiva e discursiva; avaliação psicológica; exame médico; exame de aptidão física, e investigação de antecedentes criminais e prova de títulos para os cargos de nível superior. A segunda fase será constituída do Curso de Formação Profissional (de caráter eliminatório e classificatório), no Iesp, com carga horária mínima prevista de 200 horas para o nível superior e 160 horas para o nível médio. As provas objetiva e discursiva deverão ser realizadas na data provável de 18 de março de 2018.

As provas serão aplicadas nas cidades de Belém, Castanhal, Marabá, Santarém, Itaituba e Altamira. Para se inscrever no concurso, o candidato deve ser brasileiro com idade mínima de 18 anos; ter concluído os ensinos superior ou médio até a data de matrícula; estar em dia com as obrigações eleitorais e militares (para os homens); gozar de saúde física e mental; e não ter antecedentes criminais.