Governo entrega equipamentos e anuncia convocação de excedentes para PM

O governador Simão Jatene anunciou, durante solenidade de entrega de equipamentos e viaturas para reforçar a segurança em todo o Estado, nesta quinta-feira (5), no Hangar, a convocação de 603 excedentes dos concursos da Polícia Militar para o Curso de Formação de Praças e Curso de Formação de Oficiais, que serão chamados para compor o quadro da corporação. Uma equipe composta por funcionários da Secretaria de Administração (Sead), Polícia Militar e Secretaria de Segurança Pública (Segup) já finalizou os detalhes para publicação da decisão no Diário Oficial do Estado de amanhã, sexta-feira (6).

Leia aqui matéria sobre as entregas realizadas hoje: 

Governo reforça segurança em todo o Pará com entrega de viaturas e equipamentos

Jatene afirmou que foi preciso refazer algumas contas e retirar até mesmo travas jurídicas para que fosse possível chamar os candidatos. “Hoje, assino decreto para aquela fração de concursados que teve uma nota adequada, mas estava além do número das vagas disponibilizadas, para que sejam chamados e reforcem a segurança no Estado, que teve um importante passo com a chegada dos novos concursados que já estão indo para o policiamento nas ruas”, afirmou.

Quando convocados, os candidatos devem fazer o curso de formação de praças e oficiais e vão se somar aos 2.164 novos PMs aprovados no último certame. Os concursados aprovados e não classificados não foram convocados anteriormente devido o quantitativo de vagas. Na época, o número de vagas constituía o limite máximo que o Estado poderia suportar dentro da sua disponibilidade orçamentária e financeira, com previsão na Lei de Diretrizes Orçamentárias, condição exigida para a concretização do aumento de despesas.

“Os que serão chamados suprem a necessidade de reposição de militares que saíram para reserva ou reforma. Eles serão treinados e capacitados a partir do próximo ano. Isso mostra a preocupação do Governo de não pensar apenas no limite do mandato, é saber que a gente tem uma responsabilidade com o Estado que vai além do período do mandato”, concluiu o governador.

Para Abraão Batista, um dos candidatos que serão chamados, a notícia é uma satisfação. “É uma luta de dois anos. O governador falava que ia analisar, sempre com os pés no chão, sempre foi sincero, e pedindo apoio dos seus comandados, perguntando se tinha possibilidade. Ele conseguiu dar essa força e ajudar o povo do Pará, já que é o povo que vai ser ajudado na questão da segurança”, analisou.

Outro futuro policial militar, Sharleno Rosa, também vê essa conquista como um sonho realizado. “Por a gente saber que vai contribuir com a segurança pública do estado do Pará, e saber que os nossos familiares serão amparados porque teremos uma estabilidade financeira é uma satisfação. Todos aqui, os excedentes, sabem da sua missão, que é defender, servir, proteger a sociedade paraense, estar à disposição e contribuir com a diminuição do crime”, ressaltou.

“É motivo de um orgulho imenso, porque vai mudar as nossas vidas. A nossa chamada foi algo muito maravilhoso. Lutamos com muita seriedade, fizemos tudo da melhor forma possível para entrar em alinhamento com o Estado, o que não é fácil, porque tem que unir os três poderes. Sabemos que o Estado tira de um lugar para botar no outro, então agradecemos a todas as pessoas que nos ajudaram. É muita emoção, é algo que não tem explicação, cada um tem uma história para contar”, pontuou outro candidato que será chamado pela PM, Anderson de Oliveira.

Por Governo do Estado do Pará

Fonte: Agência Pará

http://agenciapara.com.br/

Categoria: